Por que não compartilho material chocante sobre a indústria da carne.

10:25:00 Vivi Lemes 8 Comments

hahaha, tá, não é só por isso.
Olá, amores!

Hoje me deparei com mais um vídeo chocante, de segundos, sobre a indústria da carne/ovos onde pintinhos são triturados pelo processo de descarte de machos ou de aves que não cresceram o suficiente (vou deixar o link aqui, caso tenham curiosidade).
Imediatamente pensei nas vezes em que fui atacada por ser ovo-lacto-vegetariana porque, sabe, você não comer carne é uma enorme ofensa pessoal à maioria das pessoas que comem.


Olhando o vídeo, titubeei várias vezes sobre o conveniente botão "compartilhar" do Face e, de novo, não o fiz. Assim como quando me perguntam porque sou vegetariana e respondo apenas "tenho pena dos bichos", não vou exibir isso em minha rede social cheia de carnívoros pelo simples motivo de que ESSA LUTA NÃO É A MINHA. Eu justifico:

Para começar, explicar algo para quem não quer entender é uma luta perdida. É pegar nossa preciosa energia e triturar, como aconteceu às pequenas criaturas indefesas do vídeo.

E em segundo lugar, nunca foi do meu interesse converter ninguém. Admiro demais e acho necessárias e iluminadas as pessoas que tentam angariar novos adeptos para suas causas, mas eu não sirvo para isso. Prefiro apenas tentar dar um exemplo ou falar aqui no blog - até já tive a enorme felicidade de ser informada por uma leitora que ajudei em sua decisão pelo vegetarianismo - mas, na verdade, mudar a dieta em favor da vida é uma decisão pessoal.

Você vê que há algo errado e toma uma decisão. Apenas isso.
Decidi me tornar vegetariana após buscar muito sobre o assunto, ler demais, ver uma enorme quantidade de vídeos e me esgotar das barbaridades desumanas que ocorrem para que um simples bife chegue ao meu prato. Levou tempo e trabalho. Eu jamais conseguiria, nem se fosse justo, entregar de bandeja à quem não quer todo esse material riquíssimo que formou a minha opinião, embasada, responsável e consciente, diferente de quem apenas segue a mesma onde que o empurra desde que nasceu.

Por isso não compartilhei aquele vídeo no Face e nenhum outro: porque o Google está aí! Claro que não julgo quem compartilha, não é isso, é que se você pesquisa sobre todos seus interesses (inclusive aqueles que não quer que ninguém saiba) vai acabar pesquisando sobre a indústria da exploração animal SE isso estiver no seu coração e vai tomar a decisão certa SE estiver pronto.

Aliás, isso é algo que percebemos em qualquer conversa. Tem gente que não luta contra a lógica dos fatos e, a estes, estou sempre aberta a falar mais, porque estão curiosos positivamente.

Finalizo com meu desejo sincero de força e coragem aos que "catequizam" pessoas neste sentido. E aos que nos questionam sobre os motivos apenas para tentar nos atacar ou desarmar, saibam que não temos culpa da sua preguiça em se informar antes de querer debater um assunto. ;)

E vocês, compartilham este tipo de conteúdo? Como as pessoas da sua timeline reagem?

Um bjo!!

8 comentários: