As coisas que perdi por ser tonta (e que não quero que você perca)

08:07:00 Vivi Lemes 2 Comments

Hoje tenho uma pergunta pra você: você já desistiu de coisas que amava porque quis agradar os outros? Eu aposto que já.


Julgava que eu mesma nunca tinha feito isso. Sempre fui autêntica, de personalidade doce, mas marcante, sempre tive opinião e sempre gostei de coisas esquisitas que poucos gostavam.

Só que agora sou adulta e quando olho pra trás, vejo que trai a mim mesma. Parei de fazer todas as coisas que mais amava por vergonha e por desejo de agradar especificamente dois tipos de pessoas: namorados e amigos.

Lembro de estar envolvida com coisas que até tinham a ver comigo, mas não tanto assim, enquanto outras que eram a minha cara acabei abandonando. Parei de escrever porque riram dos meus textos e, nossa, como aquela sensação ficou marcada. Parei de ler porque ninguém do meu círculo de amigos gostava de ler, então deduzi que era algo chato. Não dei sequencia a nenhum dos meus blogs porque mais nenhuma das pessoas que conheci se interessava e pensei que quem ditava o que era legal eram os outros e não eu.

Eu queria fazer parte do grupo mais legal, ser reconhecida por algo importante e fui pelo caminho errado. Não era meu caminho, nem eram as minhas vontades. Fiquei tentando seguir a matilha por tempo demais enquanto a pessoa mais legal, pra mim, era eu mesma.

E perdi ainda mais parando com as coisas que amava porque, veja bem, elas dão dinheiro na vida adulta. Escrever vende. Ter blogs hoje é profissão.

Perdi de talvez ser uma dessas blogueiras incríveis de hoje em dia que já tem 7 anos de blog e vivem disso. Perdi de já ter publicado livros. Perdi de ler Harry Potter quando ele foi lançado.

Podia ser a gente, mas eu não colaborei. Aff.
Isso vale pra gente pensar em duas coisas: temos que parar com a mania de pensar que o mundo é feito por pessoas mais legais do que a gente. Todos nós somos legais de verdade, temos interesses esquisitos e é isso que nos faz únicos! Autenticidade é uma das melhores coisas de se ter na vida adulta e na adolescência, temos sim que seguir exemplos legais e admirar pessoas, mas precisamos escrever nossa própria história. Feita pela gente, com a nossa cara.


Pense nisso hoje. O que você já perdeu por não apostar naquilo que amava, tentando agradar pessoas? O que você está deixando de fazer hoje?

---

Conheça o CANAL DO BLOG NO YOUTUBE, feito com todo amor, carinho e unicórnios vegetarianos!! :)

2 comentários:

  1. nossa gostei muito desse texto, eu já fiz essa reflexão na minha vida, também já deixei de escrever por medo do que as pessoas vão pensar, ainda bem que vc desapegou, pois escreve muito bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani! <3 Não pode ter vergonha, não. Depois quem vive com o peso de ter pedido a chance de ser incrível somos somente nós!!

      Excluir